Java livre e Open Source

Sun Opens Java

Hoje é um dia histórico! Em uma iniciativa ousada, a Sun Microsystems anunciou pela manhã (9:30 PST) que tornou livre suas três implementações chave da tecnologia Java — Java Platform Standard Edition (Java SE), Java Platform Micro Edition (Java ME) e Java Platform Enterprise Edition (Java EE) — abrindo o código (open source) sob a GNU General Public License versão 2 (GPLv2), a mesma licença do GNU/Linux.

Embora fantástica, a decisão já não era grande surpresa. Há vários dias, Jonathan Schwartz já havia anunciado que a Sun estava decidida a tornar sua implementação de Java livre em breve, só estavam decidindo qual a melhor licença a usar. Até então, todo o software que a Sun tinha tornado livre, incluindo os fontes do sistema operacional Solaris 10, fora usando sua própria licença open source: CDDL (Common Development and Distribution License). No sábado, dia 11, o portal da revista JavaWorld antecipou: “É oficial: Sun tornará Java open source no dia 13″.

Ao decidir pela licença GNU GPL para as implementações Java, a Sun elimina a barreira legal/burocrática que existia impendindo que as distribuições Linux livres já contivessem instalada a excelente implementação de Máquina Virtual Java (JVM) HotSpot e o Kit de Desenvolvimento Java (JDK) da Sun.

Portanto, é um grande passo impulsionando a popularização ainda maior da tecnologia Java no mundo, em especial no ambiente Linux e na comunidade em torno do software livre. É também uma garantia extra de longevidade para a tecnologia, já que agora mesmo que a Sun deixasse Java de lado, esta pode ser perpetuada por projetos de software livre.

A tecnologia Java, contudo, sempre foi aberta. O mecanismo que determina todos os padrões de Java — nas plataformas padrão, corporativa, móvel e JavaCard — são definidas por um processo aberto, com livre participação de qualquer instituição ou indivíduo: o Java Community Process (JCP). No JCP, o único controle da Sun é o direito permanente a um voto. Além disso, há muito tempo os fontes do JDK eram abertos, disponíveis através de licenças mais restritivas, para fins de divulgação e pesquisa: Sun Community Source License (SCSL) e Java Research License (JRL).

O Apache Tomcat, software livre de contêiner Java para web, foi por muito tempo suportado ativamente pela Sun como implementação de referência das especificações Servlet e JSP. Agora, o projeto livre GlassFish tem forte suporte da Sun, que o adota como implementação de referência de toda a plataforma Java EE (5 em diante). Acrescente o IDE livre NetBeans, base para as ferramentas de desenvolvimento Java da Sun. Por fim (ufa!), não custa lembrar que as implementações de Java SE (JRE e JDK) da Sun — para Windows, Solaris e Linux — sempre estiveram disponíveis gratuitamente, embora sem livre redistribuição.

O anúncio do Java Livre foi tema da maior parte dos blogs da Sun, no portal Java.net e em sites de tecnologia do mundo todo. Destaque para a criação do projeto Open JDK, base para o desenvolvimento e evolução colaborativos dos principais componentes do JDK: HotSpot Virtual Machine (JVM) e o compilador da linguagem Java (javac).

Segundo o blog de Mark Reinhold no dia 12 — “One giant leap, two small steps” — o foco à frente para a Sun nos próximos seis meses é em dois pontos: um modelo de governança em que os engenheiros da sun ajam como mediadores (“proxies”) para colaboradores fora da Sun; e infra-estrutura, já que as ferramentas e processos específicos da Sun precisarão ser adaptados para o desenvolvimento aberto.

Os americanos podem ser supersticiosos sobre o número 13, mas é certo que este vai ser o dia ou o número de sorte para toda a enorme comunidade de desenvolvedores e fornecedores de produtos e serviços em torno da Tecnologia Java!

Para saber mais:

5 Replies to “Java livre e Open Source”

  1. Desculpe entrar em contato contigo desta maneira.

    Sou Headhunter e trabalho na consultoria Michael Page em São Paulo. Verifiquei que você possui um blog voltado para o desenvolvimento de JAVA, no momento trabalho com algumas oportunidades para desenvolvedor JAVA em uma empresa Multinacional no segmento financeiro, para atuar em São Paulo.

    Gostaria de verificar se você não teria indicações para essa posição que estou trabalhando.

    Abaixo segue um breve job description da oportunidade:

    Vaga: Desenvolvedor de JAVA (mínimo 3 anos de experiência)

    Região: São Paulo

    Empresa: Multinacional de Grande porte

    Contratação: CLT – full

    Remuneração: R$ 7.000,00

    Línguas: Imprescindível Inglês Fluente

    Desde já agradeço.

    Abraço

Deixe uma resposta