Sun liberaliza Teste de Compatibilidade Java

Fonte: Sun Liberalizes Java Compatibility Testing (em inglês), por Java News Desk, 10 agosto 2007, em Java Developer’s Journal (JDJ).

A Sun, que sempre foi exigente e protecionista quanto a seus testes de compatibilidade Java, afirmou no dia 8 passado que estava colocando sua certificação “escreva uma vez, rode em qualquer lugar (WORA, “write once, run anywhere“) nas mãos da comunidade, com o lançamento da Licença OpenJDK Community Technology Compatibility Kit v1.0 (PDF, em inglês, 08/08/2007).

Rich Green, vice-presidente executivo de Software da Sun, no anúncio de imprensa Sun Releases New License for Java Compatibility Tests to the OpenJDK Community (em inglês, 09/08/2007), afirmou: “É um novo marco no lançamento da tecnologia Java como software de código aberto. Estamos ansiosos para ver implementações baseadas no OpenJDK passarem no JCK, para que tenhamos implementações livres e compatíveis da tecnologia Java disponíveis em distribuições GNU/Linux em todo lugar”.

Embora o licenciado precise participar da Comunidade Sun OpenJDK, a licença permite que a Sun licencie certos kits seus de compatibilidade da tecnologia Java (JCK/TCK) para facilitar as atividades daqueles que:

  1. desenvolvem e queiram distribuir sob Licença GPL uma implementação da Especificação Java SE 6 com compatibilidade testada;
  2. desejem verificar que mudanças feitas pelo licenciado no código base do OpenJDK não quebram a compatibilidade.

A licença é para o JCK (Java Compatibility Kit), o TCK (Technology Compatibility Kit) para a plataforma Java SE, que é uma suíte de testes, ferramentas e documentação para determinar se uma implementação satisfaz ou não a especificação Java Platform Standard Edition 6. A implementação que passa nos testes do JCK recebe a marca e o logo “Java compatible”.

Até então, os desenvolvedores de software livre da tecnologia Java estavam brigando para obter acesso aos testes. Porém, o projeto Apache Harmony, implementação independente do Java SE 5 JDK como software livre sob Licença Apache v2, ainda não se qualifica a usar o TCK neste licenciamento, pois não é nem GPL nem baseado no OpenJDK.

A Sun ainda não pôde liberar toda a tecnologia Java como código aberto por causa de partes dependentes/vinculadas a terceiros. O projeto OpenJDK inicialmente disponibilizou a JVM HotSpot, o compilador javac e JavaHelp como componentes de código aberto.

A Comunidade OpenJDK vêm evoluindo nos Projetos de JDK abertos:

Para saber mais:

3 Replies to “Sun liberaliza Teste de Compatibilidade Java”

  1. Na minha opinião, com essa medida, a Sun dá um passo para frente e dois passos para trás. Em outras palavras, não ajudou a comunidade em absolutamente nada.

    Quem acompanha as votações de JSRs importantes percebe que alguns participantes acabam reprovando JSRs não em por razões técnicas, mas por receio de que a Sun imponha restrições sobre a especificação e/ou implementação (em termos de licensa e tudo mais). E, convenhamos, é exatamente isso o que está acontecendo com o TCK.

    Pelo visto, a richa entre a Apache e a Sun vai ficar ainda pior, visto que ela efetivamente começou justamente por essa dificuldade em se conseguir o TCK para se testar a compatibilidade do Harmony com o padrão Java. É como se a Sun falasse para a Apache: disistam do Harmony, pq ele nunca será considerado Java.

    Sinceramente, estou com medo do que poderá acontecer como resultado desse fato! 🙁

    Abraço!

  2. Não sei. Já é uma melhora passar a licenciamento do JCK de totalmente restrito a aberto para licenciados sob GPL e participantes do OpenJDK.

    O ponto crucial da incompatibilidade com o projeto Apache Harmany está no fato da licença Apache v2 (Harmony) ser mais permissiva que a GPL v2 (OpenJDK). A licença Apache não exige que inovações implementadas sobre o código permaneçam abertas.

    Entendo também o lado da Sun, já que essa tolerância adicional da licença Apache pode, em tese, permitir o surgimento de alguma implementação proprietária a partir do código livre.

    Garantir o JCK licenciado sob GPL pode ainda não resolver a pendência com a Apache, mas pelo menos já permite algo que muita gente sente falta: o surgimento de distribuições GNU/Linux (sob licença GPL) que incluam por padrão uma implementação Java totalmente compatível com Java SE JRE/JDK.

    Atualmente, ótimas distribuições Linux como Ubuntu (baseada em Debian/GNU) vêm só com o GNU Classpath e GCJ, muito incompletos, exigindo que se baixe manualmente o Sun JDK para Linux para qualquer uso decente de Java no Linux.

    De qualquer forma, no blog de Rich Green (vice-presidente de software da Sun), ele parece mostrar que está sensível à situação com a Apache. Vejamos que melhorias a situação têm no futuro.

    We knew when we chose the GPL and the free software model for Java technology that we couldn’t satisfy everyone’s desires. This is the case for the Apache Harmony Project at the Apache Software Foundation. The Harmony Project has applied for a license to use the JCK under the JCP’s Scholarship Program for qualified not-for-profit organizations. Sun has offered Apache Harmony a license to use the JCK and the Java Compatible logo at no charge once their implementation passes the tests, and we’re even offering free support to help Apache run the JCK. But because the Apache code is not governed by the GPL, and does not require code sharing by any entity using or modifying Harmony, the terms of this license are the same terms under which Sun licenses the JCK to commercial entities that build their own independent implementations of the Java SE platform. As was made clear in their open letter to Sun, the ASF is not satisfied with these terms.

    For what it’s worth, I completely understand why there is disagreement. There are fundamental principles and goals that separately define the GPL and Apache Software Licenses. Unlike the GPL, the Apache open source license does not require innovation to remain in the open. Java technology governed by the Apache license could be altered by any organization—commercial or non-profit—and rendered both incompatible and inaccessible to the community. The trust and value of “Write Once Run Anywhere” could not be upheld.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *