Instalei hoje o Ubuntu versão 7.04 — codinome Feisty Fawn — a partir do CD que solicitei e recebi, gratuitamente, em algumas semanas (a postagem veio lá dos Países Baixos). Também é possível obter a instalação por download.

Dando boot pelo live CD do Ubuntu 7.04, escolhi a opção de instalação. Estranhei, porém, que a instalação do CD não ofereceu opção para atualizar a versão anterior 6.06 LTS que eu já possuía instalada. Através de download, eu já havia realizado anteriormente uma atualização de versão de Ubuntu em outro computador e foi uma brisa.

Como eu não mantinha nada crítico na partição raiz, optei por formatar as partições ext3 e swap preexistentes e fazer uma nova instalação do zero.

A instalação foi tranquila e sem problemas.

As telas de inicialização e de finalização ficaram mais limpas, no estilo “Windows XP”, apresentando apenas a barra de progresso e não mais a lista de recursos e serviços que vai sendo ativada/desativada. Apesar disso ser mais amigável para iniciantes, eu senti falta das informações, que me faziam sentir mais “controle” do que estava acontecendo.

Logo após a primeira inicialização na nova versão do Ubuntu, o sistema solicitou baixar um caminhão de mais de 120 MB em atualizações de pacotes instalados (previsível, na primeira atualização). A distribuição já veio com pacote OpenOffce.org 2.2, navegador Firefox 2.0, editor de imagens Gimp 2.2 e mais uma vasta seleção de pacotes disponíveis para instalar.

Após a instalação, precisei fazer as mesmas configurações adicionais que havia feito para o Ubuntu 6.06 LTS:

  • Codificação de caractere e o Ubuntu pt_BR, passando a codificação de caractere padrão de UTF8 para ISO-8859-1.
  • MP3 no Linux, instalando o pacote gstreamer0.10-plugins-ugly e bibliotecas adicionais relacionadas.
  • Flash para Firefox em Linux, essencial para navegar em sites com conteúdo Flash. Bastou instalar o pacote flashplugin-nonfree (v9.0.48.0), para som e vídeo do Flash Player 9 funcionarem no Firefox 2, sem qualquer configuração adicional.
  • Mouse multi-botões no Linux, para suportar os botões adicionais do meu mouse Logitech MX700.

Logo na instalação das bibliotecas para MP3 e do Flash, observei que os repositórios Universe e Multiverse (software livre não certificados pelo Ubuntu, e Software não livre restrito por copyright ou problemas legais, respectivamente) já vêm ativados por padrão, de forma que bastou simplesmente escolher, no gerenciador de pacotes Synaptic, os novos itens desejados. Aproveitei para instalar o Sun Java 6 JDK, também disponível pelos repositórios Multiverse.

Por enquanto, ainda é muito cedo para qualquer impressão além da instalação. O Ubuntu continua sendo uma ótima e fácil distribuição Linux para desktop.