Há poucos dias, me deparei com o serviço de Atualizações Automáticas do Windows XP instruindo a instalar a atualização denominada “Windows Genuine Advantage Notification (KB905474)” da Microsoft. Essa atualização exige a aceitação de um Contrato de Licença de Usuário Final (EULA) antes da instalação.

Se eu fosse como a grande maioria dos usuários, que clicam “OK” ou “Aceito” em resposta a qualquer janela de mensagem apresentada na tela sem ler nada, eu teria instalado de forma irreversível esse componente, em poucos segundos. Mas eu li o que estava escrito. E fiquei espantado!

O que os programas espiões, ou spyware, fazem? Se instalam sorrateiramente em seu computador, extraem dele informações e enviam para alguém via Internet. Pois bem, este componente da Microsoft pede para ser instalado como uma atualização crítica de segurança do Windows, mas é um programa que identifica um monte de informações do seu computador e, sem muito aviso, envia tudo para a Microsoft e seus parceiros. E este componente sequer permite ser desinstalado depois. E o pior: quando você clica em “Aceito”, tudo isso ocorre supostamente com o seu consentimento.

Os termos da licença e dos demais materiais de divulgação do Windows Genuine Advantage informam que isto ajuda você a verificar se sua cópia do Windows é autêntica e licenciada, mas na verdade esta é uma ação clara e incisiva para ajudar a Microsoft a identificar e combater a pirataria de seu software. Embora seja a mais pura verdade que estão espalhadas pelo mundo milhões de cópias pirata do Windows (e muitos outros softwares) e seja legítimo o direito da Microsoft em se defender desse mal, dizer que isso é uma vantagem para o usuário soa como um exagero com toque de sinismo.

Veja abaixo um extrato do Contrato de Licença de Uso da Microsoft para essa “atualização crítica” Windows Genuine Advantage Notification (KB905474), também conhecida como Notificação do WGA, com partes mais controversas destacadas.

AVISO: Esta atualização da Microsoft irá ajudá-lo a identificar se está executando uma cópia autêntica e devidamente licenciada do Windows XP. […]

Antes de instalar, leia e aceite os termos de licença a seguir. […]

Ao usar este suplemento, você estará aceitando estes termos. Se você não os aceitar, não use este suplemento. […]

1. Aplicação dos termos. […]

2. Propósito do suplemento. Este suplemento atualiza o Windows XP e foi desenvolvido para notificá-lo se está utilizando uma cópia licenciada indevidamente do Windows XP. Para assegurar o uso correto do software devidamente licenciado, este suplemento não pode ser desinstalado.

3. Validação. […]

4. Notificação. Se o suplemento detectar que você não possui uma cópia devidamente licenciada do Windows XP, você irá receber uma notificação e lembretes periódicos para instalar uma cópia devidamente licenciada do Windows XP. […]

5. Serviços de Internet. […] Este suplemento conecta-se a sistemas de computador da Microsoft ou do provedor de serviços pela Internet, conforme descrito a seguir. Em alguns casos, você não receberá um aviso separado quando ele se conectar. […]

6. Informações sobre o computador. Este suplemento utiliza protocolos de Internet, que transmitem à Microsoft as informações do computador, tais como chave do produto Windows XP, número de série do disco rígido, fabricante do computador, versão do sistema operacional, ID do produto Windows XP, informações de BIOS do computador, configuração de local do usuário, versão de idioma do Windows XP, resultado da validação e se a instalação deste suplemento foi concluída corretamente. Determinadas informações derivadas do seu endereço IP, que não podem ser utilizadas para identificá-lo, serão retidas em associação às informações do computador.

7. Uso de informações. […] Poderemos também compartilhar os dados obtidos com terceiros, como fornecedores de hardware e software e aos licenciadores por volume, a fim de ajudá-los a proteger suas chaves de licença.

8. Consentimento para serviços de Internet. Ao usar esse recurso, você concorda com a transmissão e o uso das informações do computador mencionadas anteriormente. a Microsoft não utiliza as informações para identificá-lo ou contatá-lo.

9. Aviso de privacidade. […]

10. Serviços de suporte do suplemento. […]

E aí, você aceita?

A Microsoft lançou o programa Windows Genuine Advantage (WGA) em setembro de 2004. Há alguns meses atrás, uma versão piloto (preliminar) do notificador WGA já havia sido lançada como uma atualização automática do Windows XP. O WGA Notification atual é uma versão atualizada, uma vez que os crackers/piratas têm encontrado formas de driblar a verificação. A Notificação WGA piloto podia ser manualmente desinstalada, conforme instruções de suporte da própria Microsoft.

Nos computadores com versão “pirata” do Windows, é exibido um alerta na inicialização (logon) do Windows, avisando que aquela cópia do Windows não é legítima/licenciada. O alerta também é exibido periodicamente por um ícone na área de notificação (bandeja do sistema, ao lado do relógio no canto inferior direito).

A medida causou, obviamente, incômodo aos usuários desatentos com cópia irregular do Windows. Mas também indignou técnicos e profissionais de informática e segurança, pela forma dissimulada e intrusiva como a ferramenta é instalada como uma atualização crítica do Windows, conecta-se diariamente à Microsoft via Internet sem aviso e repassa para terceiros informações detalhadas da configuração do computador. São características condenáveis típicas de programas espiões (spyware).

Para saber mais: