[Atualizado em 2007-12-02.]

O recente artigo de Marco Aurélio Mendes, BPM — Business Process Management — para Leigos, postado em seu blog de 29 de janeiro, é excelente. Objetivo, claro e direto, o texto não só explica BPM (Gerenciamento de Processos de Negócio), mas contextualiza a aplicação de tecnologia da informação (TI) à luz dos processos de negócio.

A definição de [Jeston & Nelis, 2006], extraída do artigo O que é o que é (2007-09-03) do consultor Gart Capote, no blog Mundo BPM, diz:

BPM é a realização dos objetivos de uma organização através da melhoria, do gerenciamento e controle dos seus processos de negócio essenciais.

Para mim, BPM é uma reencarnação atualizada do bom e velho conceito de O&M — Organização e Métodos. A atual popularização e expansão dos conceitos e do uso de BPM em TI é o reflexo da grande onda do setor tecnológico em todo mundo: o alinhamento estratégico da área de tecnologia com a gestão estratégica de uma instituição ou negócio.

Creio que o grande diferencial, e ao mesmo tempo grande desafio, dos CTO‘s e analistas de TI é: aproveitar sua visão sistematizada dos cenários, das atividades e das informações e não apenas prover tecnologia, mas melhorar processos de negócio. Isso porque, como bem colocou Marco, “a TI não tem fim em si mesma”. E complemento: TI sozinha não realiza nada nem integra nada.

Modernização competitiva em qualquer negócio requer três pilares fundamentais e indissociáveis entre si: pessoas, processos/métodos e tecnologia.

Parabéns pelo artigo, Marco Aurélio! Continue assim.

Para saber mais:

BPM

Pessoas e Processos

Notação de Modelagem – BPMN

Linguagem de Execução – BPEL