Os artigos de Osvaldo Pinali Doederlein na revista Java Magazine se destacam pela clareza, precisão, didática e descontração ao tratar dos temas mais diversos do universo Java. Das profundezas da JVM aos recursos do Eclipse, seja sobre Java SE, ME e EE, os artigos de Osvaldo são leitura obrigatória para mim e recomendo a todos.

Na JM deste mês (Edição 47, Ano V, junho/2007), o artigo de Doederlein “Eclipse 3.3: Novidades no Núcleo” aborda em 10 páginas, no bom estilo de sempre, as novidades que vem por aí no núcleo base do Eclipse Java Development Tools (JDT).

Transcrevo a seguir — com permissão do autor Osvaldo Doederlein e do Editor-Chefe da revista Leonardo Galvão — um trecho da primeira seção do artigo, A evolução do Eclipse, que é bastante a propósito do que venho abordando aqui sobre os caminhos e recursos dos IDEs Java Eclipse, NetBeans e JDeveloper.

Há cerca de um ano, com o Callisto, parecia que o Eclipse recuperaria todo o atraso em relação a outros IDEs na abrangência de ferramentas. Mas o mundo não ficou parado enquanto o Eclipse corria atrás de funcionalidades como a criação de JSPs e EJBs. Assim, quando o WTP (Web Tools Project) 1.x chegou, a primeira reação pode ter sido de satisfação com as funcionalidades disponíveis. Mas a segunda poderia ser: OK, temos o feijão-com-arroz do J2EE 1.4, mas cadê o resto? Faltava ainda suporte a Java EE 5 e JPA/EJB 3 (na época ainda em desenvolvimento, mas já contando com suporte inicial de outros IDEs).

O WTP continuou atrás da competição, especialmente após o NetBeans 5.5. E se o suporte a Java EE ainda não era ideal, o que dizer do Java ME, até há pouco sem absolutamente nenhum suporte? Teríamos, então, que esperar mais uma geração da família de ferramentas Eclipse para atingir um status do estado da arte em todas as funcionalidades agora consideras essenciais.

O Europa ou Eclipse 3.3 traz grandes atualizações nessas áreas anteriormente defasadas. Veremos se estas melhorias foram suficientes ao longo do ano, pois o presente artigo é focado apenas no JDT. Aguarde por edições futuras da Java Magazine, onde teremos artigos mais específicos abordando as novidades do WTP e de outras ferramentas do Europa.

Para saber mais, leia esta e as próximas edições da revista Java Magazine.