ITweb: Usuários de redes sociais – risco é maior que privacidade

Fonte: Usuários de redes sociais: risco é maior que privacidade
por Antone Gonsalves, InformationWeek EUA, 28/08/2009, em IT Web.

Informações pessoais postadas em redes como Twitter e Facebook podem ser usadas por falsários, aponta estudo do Reino Unido

Redes Sociais - ilustração Pessoas que utilizam redes sociais estão postando informações que poderiam ser usadas por criminosos que estão de olho em alvos potenciais. Cerca de quatro em cada dez pessoas que usam sites como Facebook e Twitter postam coisas específicas sobre planos para feriados e um terço faz atualizações durante passeio no final de semana. A conclusão é do relatório Digital Criminal, produzido pela companhia britânica Legal & General.

Adicionado a isso o fato de que é grande o número de pessoas que aceitam ser “amigas” online de estranhos, o acesso facilitado às informações pessoais aumenta o risco de ser alvo de algum criminoso.

De 100 requisições de amigos ou seguidores partidas de estranhos, 13% foram aceitas no Facebook e 92% no Twitter, sem qualquer tipo de checagem. Além disso, 17% dos usuários pesquisados para o estudo disseram que possuem seus endereços residenciais postados nestas páginas e pessoas estranhas teriam acesso a esses dados.

Essa falta de cuidado pode facilmente fazer com que criminosos descubram os interesses das pessoas, localização, movimentos e se estão fora de casa, alertou o relatório.

“Não há dúvidas que esses criminosos usam as redes sociais para desenvolver relacionamento com pessoas para identificar possíveis alvos”, afirmou Michael Fraser, da série BBC Beat The Burglar. “Eles ganham confiança aprendendo mais sobre as vítimas, do que elas gostam e quando estão fora de casa.”

Fraser, que ajudou a desenvolver o relatório, afirmou que esses invasores podem usar a informação coletada da rede social para escolher suas vítimas e, depois disso, fazer uma pesquisa mais ampla em outros sites, como Google Street View.

3 Replies to “ITweb: Usuários de redes sociais – risco é maior que privacidade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *