Unesco esclarece sobre boato do Criança Esperança

O meu xará e leitor assíduo Márcio Rodrigues se sensibilizou pelo artigo que postei em 24 de novembro de 2006 sobre o boato envolvendo o “Criança Esperança”, e continuou interessado pelo assunto. Em uma postagem de 25 de março passado no seu blog, ele chamou a atenção para o comunicado que a UNESCO fez com esclarecimentos sobre a campanha Criança Esperança e as calúnias contidas no boato.

É triste ver que boatos como este, que agora se propagam com a velocidade e a abrangência da Internet, possam existir. Criado aparentemente para atingir a Rede Globo, o boato afirma que a emissora teria vantagens no Imposto de Renda com o Criança Esperança, uma mentira que pode acabar prejudicando o apoio e a confiança em uma campanha tão séria e positiva!

Como eu sempre digo, o boato e a fofoca são uma praga, seja ao vivo ou via Internet.

One Reply to “Unesco esclarece sobre boato do Criança Esperança”

  1. Outra grande lorota, não sei se foi erro da própria reportagem, é que na bandeira da Angola está escrito “pessoas infectadas pelo vírus da malária”. A malária é causada por um parasita, não um vírus.

Deixe uma resposta