Compras bilionárias

No dia 11, a HP comprou a fabricante de produtos de conectividade 3Com por US$ 2,7 bilhões.

A aquisição dá força à HP na estratégia de oferta de uma nova geração de soluções convergentes para data center, integrando servidores, storage, networking e serviços. Com isso, a HP espera ajudar seus clientes a simplificar a sua infraestrutura de redes, ao mesmo tempo que aumenta sua abrangência no mercado de networking para fazer frente à também americana Cisco.

Enquanto isso a Cisco hoje (16) elevou para US$ 3,4 bilhões a oferta de compra à norueguesa Tandberg, fornecedora de sistemas de telepresença e videoconferência. Na primeira oferta, de US$ 3 bilhões em 1º/out, os acionistas que representam cerca de 30% do capital acionário da TandBerg haviam pré-aprovado o negócio, mas os minoritários recusaram. Em comunicado em seu site, a Cisco afirmou que também irá aumentar de 1,75% para 3% a taxa de juros que pagará pela transação, mas adiantou que esta é a oferta final. O prazo para Tandberg responder se aceita ou não a proposta foi estendido para 1º/dez. Caso não seja aprovada, a Cisco informou que retirará a oferta.

Fontes: HP compra 3Com por US$ 2,7 bilhões e faz frente à Cisco, por Reseller Web, 2009-11-11, em IT Web. Cisco eleva oferta à Tandberg para US$ 3,4 bilhões; HP trará 3Com de volta ao mercado de data center, diz Gartner, ambas da Redação TI Inside Online, 2009-11-16.

No Brasil

E no dia 13, a francesa Vivendi assumiu o controle da operadora de telefonia brasileira GVT, pagando cerca de R$56 por ação. O total de papéis comprados corresponde a 57,5% de ações com direito a voto nas assembleias e 53,7% do capital da companhia. Calcula-se que o total pago gire em torno de R$ 3,5 bilhões.

Para entrar no Brasil, a Vivendi teve que vencer a disputa pela compra da GVT com a Telefônica, que já havia oferecido R$50,50 por ação. O negócio deve aumentar a competição no setor de telecomunicações. A GVT já anunciara planos de entrar em São Paulo, e a meta de ingressar neste mercado a partir de 2010 deve ser mantida após a entrada da Vivendi.

Fonte: Vivendi dribla a Telefônica e compra a GVT, em IT Web, 2009-11-13.

One Reply to “Compras bilionárias”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *