Mulheres e maçãs

Recebi de uma “maçã no topo da árvore” as seguintes citações, inspiradoras.

As melhores mulheres pertencem aos homens mais atrevidos.
(frase atribuída a Machado de Assis)

Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo.
Os homens não querem alcançar essas maçãs boas, porque têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir.
Assim, as maçãs boas que estão no topo da árvore pensam que há algo errado com elas, quando na verdade eles é que estão errados.
Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar, aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore.

Aproveitei para ver quanto e desde quando este texto circula na Internet e recorri ao “pai de todos na Internet” — o Google — para pesquisar por citações. O texto foi encontrado em pelo menos 291 páginas, boa parte delas em blogs (como este).

Uma das referências mais interessantes foi a feita por Paulo Rebêlo no seu blog Hipopocaranga, em 7 de julho de 2004. Ele não se limitou a citar o texto, mas sim construiu uma crônica que comenta e critica o tópico.

Provavelmente, o texto começou a circular na Internet por e-mail. As citações mais antigas que encontrei na web foram: uma postagem na lista de discussão “Grupo do Tonel”, de 1º de dezembro de 2003; e no weblog “Idéias e poemas” em 3 de dezembro. Ou seja, este texto circula há mais de 2 anos e meio.

A redação às vezes varia ligeiramente, de uma citação para outra. Mas observei um fato curioso. Quando a citação é feita por mulheres, afirma que “eles estão errados” (em se contentarem com as maçãs do chão), mas o blog masculino de dezembro de 2003, por exemplo, escreve que “elas estão erradas” (em achar que há algo de errado consigo). Como não consegui confirmar o autor real das citações, não sei qual variante é a original. Mas creio que as duas versões circulantes têm razão em seus pontos de vista.

Enquanto isso, vou tentando escalar minha macieira… 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *