junho 2012


Em release de impressa de 13 de junho de 2012, a Oracle anunciou que está concluindo o teste de certificação das versões mais recentes de seus softwares servidores de banco de dados e middleware no Oracle Linux 6 e Red Hat Enterprise Linux 6.

Notícias:

  • O Oracle Database 11g Release 2 (R2) e o Oracle Fusion Middleware 11g Release 1 (R1) estarão disponíveis no Oracle Linux 6 com o Unbreakable Enterprise Kernel.
  • O Oracle Database 11g R2 e o Oracle Fusion Middleware 11g R1 estarão disponíveis no Red Hat Enterprise Linux 6 (RHEL6) e no Oracle Linux 6 com Red Hat Compatible Kernel em 90 dias.
  • A Oracle oferece suporte direto aos clientes Linux que executam o RHEL6, o Oracle Linux 6 ou uma combinação de ambos.
  • O Oracle Linux continuará mantendo a compatibilidade com o Red Hat Linux.
  • A Oracle oferece gratuitamente, com disponibilidade imediata, seus binários do Linux compatíveis com o Red Hat, atualizações e correções em http://public-yum.oracle.com. Veja os termos, as condições e as restrições cabíveis.

Fonte: Sala de Imprensa da Oracle Brasil: Oracle anuncia a certificação do Oracle Database no Oracle Linux 6 e Red Hat Enterprise Linux 6, Redwood Shores, Califórnia – 11 de junho de 2012 (Press Release original em inglês).

Sobre o Oracle Linux:

A distribuição Oracle Linux é livre para download, uso e distribuição. Disponível como código aberto, Oracle Linux é totalmente compatível — tanto fonte quanto binário — com Red Hat Enterprise Linux. Um white paper independente do Edison Group, “Oracle Linux: True Enterprise-Quality Linux Support” inclui resultados de teste de laboratório que demonstram esta real compatibilidade. Oracle Linux é certificado para conformidade com o padrão Linux Standard Base (LSB), que reduz as diferenças entre distribuições Linux individuais e reduz significativamente os custos envolvidos em portar aplicações para diferentes distribuições, bem como diminui o custo e esforço envolvidos em suporte pós produção destas aplicações.

O Unbreakable Enterprise Kernel for Oracle Linux é um kernel de Linux otimizado para hardware e software Oracle.

Fonte: Oracle Linux Technical Information.

Para saber mais:

O Google Chrome é um navegador rápido e eficiente, cada vez mais completo e , segundo StatCounter, mês passado se tornou o navegador mais utilizado no mundo.

Porém, pelo menos um recurso dele me incomodava: o visualizador nativo de PDF. Ele não é tão robusto e compatível como o Adobe Reader, algumas vezes a visualização falhava, e em geral eu não conseguia salvar uma cópia do arquivo localmente.

Mas acabo de descobrir que é possível desativar o visualizador nativo de PDF do Chrome e, com isso, ele passa a utilizar o plugin do Adobe Reader que estiver instalado no computador. São dois passos simples:

  1. Digite about:plugins na barra de endereço do Google Chrome, e tecle Enter.
  2. Selecione Desativar embaixo da entrada “Chrome PDF Viewer”.

Pronto.

Agora, quero aprender como configurar o Chrome para abrir novas abas automaticamente (sem ter que pressionar Ctrl) em determinadas situações, por exemplo ao abrir um Favorito e ao fazer uma nova pesquisa no Google, similar ao que a extensão Tab Mix Plus permite no Firefox. Alguém sabe?